Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um café e duas natas.

Um local onde se escreve por gosto, por terapia.

Um café e duas natas.

Um local onde se escreve por gosto, por terapia.

1st October

Outubro é para mim o começo do ano, de um ciclo, de uma nova caminhada, de perseguição de sonhos seguindo sempre as normas e os valores com que fui crescendo. Outubro, durante cerca de 20 anos foi instável. Ansiava por festa, ansiava por colocar todos ao redor da mesma mesa a cantar "parabéns a você" mas, no interior sentia que era mais um ano a comemorar a "desgraça" de ter nascido com uma limitação. Sorria enquanto todos estavam ao meu redor e entoavam "parabéns a você nesta data querida" mas, no meu intimo perguntava-me "porquê a mim?". Depois isso passou. Ganhei consciência de que os amigos que tinha à volta da mesa não eram o importante. Sim, não eram. É preciso festejar a vida, é preciso que paremos de nos lastimar e de nos questionar "porquê a mim" mas, também é preciso perceber que muitas vezes nos rodeamos de pessoas que fingem ser amigas, fingem preocupar-se e, o que na realidade acontece é que se ocupam do mal que acontece na nossa (neste caso a minha) vida para não se sentirem tão tristes com a sua. Por isso, os amigos à volta da mesa foram diminuindo, o avô (teimoso que escolheu morrer num dia em que tanto festejou comigo) foi descansar a alma, o corpo, o espírito, os pais passaram a cantar os parabéns por telemóvel, os festejos passaram a ser a dois - pelo menos ainda assim o é - as prendas escassearam, a quantidade de abraços diminuiu mas, caramba, passei a fazer um balanço da vida! Passei a (re)lembrar-me constantemente o quanto estive tão perto de morrer mas, que afinal, sobrevivi. Passei a perspetivar tudo...cheguei aqui essencialmente por mim! É comigo própria que tenho de aprender a conviver, a festejar e, quando isso acontecer...serei completa. Estarei pronta a festejar com os outros...esses outros um dia (serão menos do que antes, mais do que agora) serão os pessoas certas! E...se não as encontrar, quando me encontrar, ter-me-ei a mim.

 

Este ano vou viver mais o Outubro.

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D