Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um café e duas natas.

Um local onde se escreve por gosto, por terapia.

Um café e duas natas.

Um local onde se escreve por gosto, por terapia.

...E tudo não passa de um desejo. Um sonho.

Sonho um dia acordar, abrir os estores, pôr o pé direito no chão, de seguida o esquerdo, olhar para o lado e dar por falta do andarilho, da cadeira eléctrica, da cadeira manual. Dar por falta mas, acordar devagarinho...primeiro abrir um olho, depois o outro, espreguiçar-me, pôr lentamente o pé direito no chão, balançar mas, conseguir pôr o esquerdo, ver que as cadeiras desapareceram, o andarilho também, que o estore subiu e que lá fora faz sol. Faz sol lá fora e dentro de mim. Sinto-me feliz. Metade dos meus medos desapareceram. Já não preciso da minha mãe, do meu padrasto, da minha irmã, do meu namorado ou de uma família de acolhimento maluca - afinal -, consigo enfrentar tudo, sem medos, consigo sentir uma leveza no corpo e equilibrar-me sozinha, na vida e em tudo. Não precisarei de me preocupar com o futuro, te-lo-ei sob controle. Terminarei o curso, arranjarei trabalho, terei tudo o que preciso. Afinal, eu acordei e estou a andar! A família de acolhimento foi um pesadelo, da mãe, da irmã, do padrasto e do namorado só preciso de AMOR porque o resto EU CONSIGO! Consigo andar.

 

...E tudo não passa de um desejo. Um sonho.

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D