Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um café e duas natas.

Um local onde se escreve por gosto, por terapia.

Um café e duas natas.

Um local onde se escreve por gosto, por terapia.

Um café e duas natas

Um café e duas natas porque a vida, tal como eu, é de extremos - ou muito doce ou muito amarga.

Eu, crio sempre novas folhas em branco nas mais diferentes fases da minha vida...espero mudanças, espero recomeços mas tudo não passa de um ciclo. Um ciclo onde damos tudo e recebemos chapadas e quando não damos nada, recebemos boas surpresas!

Eu, hoje, não percebo o sentido da vida, o sentido de se nascer, lutar, trabalhar, muitas vezes se sobreviver, em vez de viver, para depois (um dia) se morrer. Eu, queria ter as respostas para tudo mas os anos passam e cada vez sei e entendo menos do que andamos aqui a fazer. Mas, ando aqui, sobre duas rodas e um acento incómodo.

Qual o nosso propósito? Qual o meu propósito?

Hoje, eu, devia estar a terminar a minha licenciatura mas...ficaram 6 cadeiras por fazer! E, pior do que muitos não acreditarem nas minhas capacidades é que eu acabo por não acreditar em mim. Invade-me o medo do futuro. Angustia-me o facto de algumas pessoas quererem fazer de mim uma máquina, uma máquina que tem de ser bem sucedida nos timings certos e não um ser humano.

Eu, podia ter feito mais e melhor mas...fiz o que consegui.

 

O "Um café e duas natas" começa hoje e hoje: esta sou eu.

Outros dias virão.

10 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D